Baiacu de Alguém

Carregando...
Redes sociais:
RSS

Indicar página

Carnaval 2015 - Enredo do samba e Letra

BLOCO BAIACU DE ALGUÉM - ENREDO  DO SAMBA
Regina e Daniela (com contribuições da Genoveva)

"BAIACU SEM PRECONCEITO"

O recente processo eleitoral desvelou as contradições sociais existentes no Brasil (retirou o véu que encobria o que estava oculto há muito tempo).

Aqui não nos interessa em específico a questão eleitoral, mas o que ela despertou!

As manifestações de ódio e de preconceito foram extremistas (insultos, ataques, xingamentos, bullying) contra os pobres, as mulheres, os deficientes, os idosos, os homossexuais, os negros. Reinstalou-se a polêmica da divisão do Estado Brasileiro: o sul e o nordeste, o rico e o pobre, o intelectual e o operário.

Este acirramento dos preconceitos retoma a divisão social que estava encoberta nos últimos anos. Põe em questão a representação da amabilidade, da cordialidade do povo brasileiro. No fundo, há dificuldade de se aceitar as diferenças e o risco de perder privilégios historicamente garantidos às classes mais abastadas. Muitos dos mais pobres acabam acreditando e adotando a racionalidade dessas classes, propalada pela mídia.

Baiacu luta contra os muros que se levantaram. A favor das pontes, das conexões, da comunicação, da ligação, do respeito ao outro e à diversidade.

Rechaça qualquer forma de discriminação... “Somos todos iguais, porém diferentes”.

Misturamos o xote e o baião, o vanerão e o rock, o forró e o samba. Somos ritmo e música, unidos pela criatividade cultural.

"Sou brasileiro, sou do mundo, não tenho preconceito com ninguém!
Sou manezinho de Floripa, sou Baiacu de Alguém!"
(inspirado em Denilson e modificado por Dani e Regina).

LETRA

Lamento:
Autor: Álvaro Guimarães.
"Carnaval é emoção, consagração, democracia
Unindo todo coração num só pulsar da bateria
Chega mais Mané fulano, Doutor Beltrano, João ninguém
Bem vindos à nossa folia, somos alegria Baiacu de Alguém".
 
Letra:
Compositores:
Álvaro Guimarães, Denilson Machado, Jackson Cardoso, Júlio Black, Reizinho Silva, Marco Antônio Mello, Nestor Habkost, Severo Cruz.
 

Baiacu anunciou: é Carnaval
Com liberdade, vem sambar           BIS
Com gente daqui de todo lugar
Que vem por terra e d´além mar

Acende
Acende as luzes dessa passarela
Hoje o Baiacu vai desfilar


Pode vir,
Vem sambar                         BIS
A ordem é não discriminar

Diversidade, Di - ver - si - da - de
E felicidade pra brincar
Em Santo Antônio
Vem que vamos todos te abraçar

Desfilando nessa aquarela todas as cores da nação

O nosso bloco é desse jeito
Tira da tua vida o preconceito

Sou brasileiro e estamos juntos
Não tenho desprezo por ninguém

“ Pópará ! ”

“ Pópará ! ”

Sou manezinho
Sou do mundo
Sou BAIACU DE ALGUÉM!